Como utilizar a linguagem corporal para vender mais

Linguagem corporal adequada para vender mais

A linguagem corporal é algo que ainda poucos se preocupam, mas que pode ser determinante ao conquistar um cliente. Imagine a seguinte situação: você chega em um restaurante e a hostess te recebe de cara fechada, com os braços cruzados e fala com você sem olhar para o seu rosto. Como você se sentiria?

Pois é, uma linguagem corporal adequada é algo que deve, sim, ser visto com cuidado. Essa acaba por ser, em muitas ocasiões, a primeira impressão que o consumidor tem com relação ao seu negócio.

Para ajudar você a utilizar bem a linguagem corporal e, assim, ter mais chances de efetuar uma venda e fidelizar seu cliente, oferecemos algumas orientações:

Linguagem corporal: 6 dicas para utilizar de forma adequada

Antes de mais nada, entenda que a maioria das expressões inadequadas do seu corpo se devem por conta de falta de segurança e/ou nervosismo. Portanto, é importante que você e sua equipe estejam bem preparados para atender um cliente. Invista em treinamentos e faça com que todos sejam capacitados para oferecer seus produtos e serviços com qualidade.

1 – Sorria (mas de forma espontânea)

Receber as pessoas com um sorriso demonstra a sua boa vontade em atender o cliente. Porém, cuidado para não parecer forçado, já que quase sempre é nítido quando alguém não estão sorrindo com vontade.

Linguagem corporal e sorriso

Além disso, é um sinal de respeito e educação quando você recebe uma pessoa e conversa com ela sorrindo. Mas claro, sorria no momento certo, já que pode ser desagradável sorrir em um momento mais tenso, como por exemplo, quando o cliente está reclamando de algo.

2 – O aperto de mão deve ser firme

Vai cumprimentar o cliente? Então preste atenção nas suas mãos: estenda com a palma voltada para baixo, para indicar que você é quem lidera a conversa. Caso contrário, cumprimentando com a palma para cima, você irá indicar que quem domina a conversa é o interlocutor.

Porém, é sempre bom lembrar que em tempos de pandemia não é nada aconselhável cumprimentar as pessoas com as mãos. Tome os devidos cuidados e se proteja ao máximo, ok?

3 – Cuidado com as mãos

Claro que muitas vezes é um costume do dia a dia, mas evite colocar as mãos na cintura ou nos bolsos quando tiver a possibilidade de receber um potencial consumidor.

Mãos na boca ou próximas a ela – no queixo, nos lábios ou com objetos tampando-a – também devem ser evitados, já que especialistas apontam que esse é um hábito de quem não está falando a verdade.

4 – Nada de cruzar os braços

Essa orientação é utilizada por todos os especialistas em linguagem corporal: evite cruzar os braços quando conversar com alguém. Isso pode demonstrar insegurança, desconforto ou até mesmo falta de vontade de conversar com alguém.

Braços cruzados são inimigos da linguagem corporal

Tente encontrar uma posição neutra para os seus braços, sem mexê-los muito, mas também sem deixá-los totalmente imóveis.

5 – Olhe nos olhos do seu interlocutor

Muitas vezes o olhar diz tudo. Ao desviar os olhos quando alguém fala com você pode indicar confusão, insegurança e falta de clareza naquilo que você está falando.

O ideal é sempre olhar nos olhos de quem está conversando com você, para passar confiança a ele e fazê-lo entender que você é a pessoa certa para esse momento.

6 – Fala com calma e pausadamente

O tom da sua voz é fundamental para que a mensagem que você deseja transmitir seja assertiva. Portanto, fale com calma, sem pressa, articulando bem cada palavra e respire tranquilamente entre as frases.

Se você falar rápido e em um tom de voz inadequado (muito alto ou muito baixo), você provavelmente passará que está com pressa, impaciente e nervoso ou desinteressado.

7 – Sua testa também fala

Ao conversar com alguém que está tenso, em dúvida ou nervoso, muito provavelmente essa pessoa irá enrugar a testa. Ou seja, isso é péssimo na hora de atender o cliente.

Enrugar a testa é outro inimigo da linguagem corporal

Sendo assim, tome cuidado com isso e respire fundo. Procure sempre manter a calma nessas horas. Afinal, é você quem domina o assunto em questão, não é mesmo?

8 – Mexa a cabeça para os lados certos

A forma como você mexe a sua cabeça pode ser tanto positiva quanto negativa. Ao conversar com algum cliente e estiver falando bem do produto, procure acenar de cima para baixo – como se estivesse concordando com o que diz.

Caso você faça o contrário – mexendo para os lados como se estivesse discordando ou falando “não” -, a ideia que você passará é de que você não acredita naquilo que está falando.

Estas são apenas algumas dicas de como utilizar bem a linguagem corporal. Mas, claro, você pode se aprofundar ainda mais por meio de cursos, livros e outros materiais. O importante é aprender e saber como se comportar com o próprio corpo!

Quer ler mais artigos como este? Clique aqui e confira o nosso blog!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin