Notice: Undefined index: has_archive in /home/p2s/public_html/blog/wp-content/plugins/tp-add-on-seo-pack/includes/class-slug-manager.php on line 614
Senso de urgência: o que é e como aplicar em uma venda?

Senso de urgência: o que é e como aplicar em uma venda?

Senso de urgência

Vamos ser sinceros aqui: todo vendedor tem a ansiedade de concluir uma venda, certo? E não é para menos, já que existe a necessidade de bater metas e, claro, o trabalhador também quer ganhar a sua merecida comissão. Mas como fazer para criar um senso de urgência junto ao cliente?

Existem algumas técnicas que fazem com que o potencial cliente tenha um senso de urgência e tome uma decisão com mais rapidez. Isso ajuda o vendedor a fechar de vez uma compra e ter sucesso em suas negociações. 

Ficou curioso? Vamos mostrar algumas dessas técnicas para você a partir de agora!

Como criar um senso de urgência?

Como criar um senso de urgência

Todo cliente compra por conta de algum motivo. Porém, nós decidimos comprar um produto naquele exato momento devido ao sentimento de necessidade. Realmente queremos comprar porque precisamos daquilo.

É a partir desse sentimento de necessidade, a qual não pode ser ignorada, que existe a possibilidade de acelerar a tomada de decisão e o processo de compra.

Entretanto, para isso acontecer, a pessoa deve estar ciente de que existe essa necessidade. E é sobre isso que o senso de urgência trata.

Confira algumas dicas para você criar o senso de urgência junto aos seus consumidores.

1 - Entenda quais as necessidades do cliente

Senso de urgência

O primeiro passo é identificar quais as necessidades do cliente e entender como sua empresa pode supri-la. 

Claro que ele pode chegar e já falar aquilo que ele precisa, mas em muitas ocasiões pode ser que você precise descobrir essas necessidades. Para isso, procure fazer perguntas ao cliente, converse com ele e ouça atentamente aquilo que ele tem a dizer.

Além disso, é fundamental que você conheça 100% sobre o negócio da sua empresa. Pode acontecer do seu produto não ser, em um primeiro momento, o ideal para aquela necessidade. Mas será que é possível flexibilizá-lo? Isso você saberá responder se conhecer a fundo sobre o seu local de trabalho.

2 - Seja bastante claro e objetivo

Nem sempre você vai ter muito tempo para convencer o seu cliente. Sendo assim, busque sempre ser objetivo naquilo que você está oferecendo. Não enrole, vá direto ao ponto e apresente de forma concisa os motivos do seu produto ou serviço ser o ideal para ele.

E mais do que isso, o consumidor precisa entender como essa compra irá ajudar naquilo que ele precisa. Portanto, seja claro no seu discurso e aponte cada detalhe que poderá satisfazê-lo com essa aquisição.

3 - Foque na necessidade e não no produto

O senso de urgência trata sobre a necessidade do cliente. Dito isso, é importante que você entenda que, mesmo que o objetivo final seja a venda, isso não deve ser percebido pelo consumidor. O foco aqui é como suprir as necessidades dele.

Como uma verdadeira autoridade no assunto, procure falar mais sobre como ele pode entender mais sobre o seu ramo de atuação, como pode obter mais informações e como pode solucionar os seus problemas – claro, aplicando seu produto nesse argumento.

4 - Ofereça vantagens e benefícios

Você conseguiu convencê-lo de que seu produto é aquilo que ele precisa, mas ele ainda está resistente e não sabe se compra já naquela hora ou se espera mais um pouco? Então, chegou a hora de oferecer vantagens para esse consumidor.

Descontos, bônus, facilidades de pagamento, entre outros são algumas das estratégias que podem ser adotadas. Importante frisar que você só consegue oferecer esses benefícios se ele fechar a compra naquele exato momento.

E não só isso: você pode utilizar algum gatilho emocional, como por exemplo, “esta é a última unidade” ou “esse valor é por tempo limitado”. Isso poderá ativar o senso de urgência do cliente.

Mas lembre-se: a ideia dessas estratégias não é estimular uma compra por impulso. Use-as a partir do momento em que o consumidor já tiver identificado a sua necessidade e após ter entendido de vez que seu produto é aquilo que ele precisa.

Que tal? Gostou das nossas dicas? Temos um artigo sobre gatilhos emocionais que pode te ajudar muito a potencializar suas vendas. Click here and check it out!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin